Coisas que a nova versão do iPhone deveria incluir


Para continuar competitivo no mercado de smartphones, o aparelho da Apple deve adotar uma tela maior, melhorar a câmera, aprimorar a bateria…

Desde o lançamento do iPhone, em 2007, a Apple lança atualizações periódicas para manter o aparelho atualizado e em uma boa posição na batalha dos smartphones. Com a criação da App Store, centenas de programadores começaram a criar seus próprios aplicativos e, dessa forma, sentiu-se a necessidade de novos recursos para tornar o celular cada vez mais moderno.

Durante esse tempo, temos visto o crescimento na competição no mercado de smartphones com plataformas como Android, do Google, e webOS, da Palm. Embora ainda tenham muito a fazer essas plataformas também trouxeram alguns recursos originais, não disponíveis no iPhone.

É cedo para pensar que um smartphone que use essas plataformas possa ser um  “iPhone killer”, mas é o suficiente para fazer com que os engenheiros da Apple pensem em estratégias e novos recursos para manter o smartphone da Apple na primeira posição. Veja algumas de nossas sugestões, que deveriam ser utilizadas para ajudar o aparelho da Apple a manter a liderança nesse mercado.

Hardware
Todos os anos a Apple revela mudanças na configuração do equipamento. Mas há pontos nessa área que deixam a desejar:

Nova tela
A tela do Motorola Droid, com 3,7 polegadas, coloca a do iPhone no chinelo. Claro, não há nada que impeça a Apple de incorporar uma tela de alta definição com display OLED, assim como a encontrada no Zune HD, da Microsoft.  Mas fica a sugestão.

Câmera melhor
A Apple avançou bastante com a câmera do iPhone 3GS – não só em relação aos 3 megapixels, mas por adicionar uma série de recursos, como o foco automático, modo macro e capacidade de bater fotos em ambientes de baixa iluminação. Embora o Droid não esteja tão à frente da câmera do iPhone, traz 5 megapixels, tem estabilizador de imagem e, o mais importante, um flash LED.

Duração de bateria
O iPhone tem uma boa autonomia de bateria – se você não usar o Wi-Fi, GPS, jogos… Ou seja, tudo que a maioria dos usuários quer. A coisa não é muito diferente com os demais smartphones, mas uma coisa é certa: as pessoas adoram utilizar seus dispositivos e a autonomia atual limita esse uso. A Apple precisa investir nesse item.

Software
Um dos maiores trunfos do iPhone na batalha com outros smartphones é seu sistema operacional. Há vários pontos nos quais ele supera a concorrência, mas em outros ele fica abaixo do ideal…

Melhor sincronização de dados pessoais
O iPhone permite controlar seus contatos, compromissos e e-mails, mas todos esses recursos poderiam ganhar melhorias. No Android 2.0 e no Palm Pre, por exemplo, é possível  integrar as informações dos contatos com serviços online – Facebook, por exemplo. O calendário do iPhone, no entanto, não permite nem mesmo fazer a sincronização com itens de tarefas do iCal. No Mail, também falta um campo de pesquisa de mensagens, caixa de entrada unificada e sinalização nas mensagens.

Sincronização Wireless
Parece ridículo estarmos em 2009 e ainda termos de usar cabos para conectar o iPhone ao computador. Usuários do MobileMe e clientes de Exchange podem sincronizar informações de contatos e da agenda a partir de uma conexão sem fio, mas o cabo USB é necessário para a transferência de fotos, filmes e músicas.

Multitarefa e Notificações
Sim, a Apple finalmente lançou o suporte para as notificações push com o sistema do iPhone 3.0. São alertas exibidos referentes a processos executados em segundo plano. Mas a Apple precisa melhorar a aparência com que as mensagens aparecem na tela para evitar sobrecarga de informação.

Tanto no Android como no webOS, as notificações acontecem de modo sutil em uma barra de status. É preciso também o recurso de multitarefa no iPhone (usar vários aplicativos ao mesmo tempo). Praticamente todos seus concorrentes já permitem isso.

Serviços
Se você comprou um iPhone no lugar do iPod touch, certamente deve ser pelo serviço de telefonia ou GPS, mas como melhorá-los?

Tethering
É uma boa oportunidade para a Apple junto às operadoras de celular (as que ainda não oferecem, como a AT&T nos Estados Unidos) disponibilizarem o serviço de tethering – usar o iPhone como modem para conectar um notebook na internet (o que já é possível com a Vivo, no Brasil). Isso sem falar que é muito mais cômodo navegar pelas  da internet emuma tela maior.

GPS passo a passo
Os mapas do Google Maps têm sido usados no iPhone desde seu lançamento. Porém, quando foi lançado o GPS com o iPhone 3G, não foi incluído o recurso de direção orientada para auxiliar o motorista enquanto dirige. O consumidor deve pagar por um aplicativo de terceiros para suprir essa necessidade. Com a recente notícia do Google liberar um aplicativo gratuito com as orientações passo a passo no Android, é capaz que a Apple faça algo semelhante para não ficar para trás.

O futuro próximo
É provável que um novo iPhone seja lançado no próximo ano. Resta torcer para que algum dos recursos citados acima estejam presente além de, claro, mais algumas agradáveis surpresas.

Fonte: MacWorldBrasil

By Jordy (Heickf)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s