Falta de criatividade?


Bom, aqui segue duas pesquisas feitas com um iMac e um PC com Windows 7, várias coisas foram copiadas de um para o outro, será que é falta de criatividade?

10 Coisas Que A Apple Pegou da Microsoft:

1) Barra lateral do Finder: Como o painel de navegação do Windows, a barra lateral do Finder está posicionada do lado esquerdo da janela. Ambas usam sinais ao lado de cada pasta para expandir ou reduzir seu conteúdo. A Apple mostrou o recurso no Mac OS 10.3 Panther – dois anos depois do painel de navegação ser usado no Windows XP.

2) Barra de Caminho: O Mac OS X 10.5, o Leopard, adicionou uma barra na parte inferior das pastas no Finder para mostrar o caminho entre as pastas que o arquivo se encontra. Essa função apareceu pela primeira vez como uma barra de endereços no Windows Vista, quase um ano antes.

3) Botões de Navegação: A Microsoft foi a primeira a adotar os botões Voltar e Avançar (utilizados nos navegadores de internet) em suas pastas, a partir do Windows 2000. A Apple incluiu apenas o botão Voltar no Mac OS X original. O botão Avançar só apareceu na versão 10.2, em 2002.

4) Ícone em janelas minimizadas: O Max OS X 10.6 Snow Leopard trouxe uma nova opção para minimizar janelas, que está desativada por padrão. Em  vez de criar um novo ícone na barra Dock, você pode tê-los reunidos dentro do ícone do aplicativo ao qual pertencem – o Windows já fazia o mesmo na barra de tarefas.

5) Compartilhamento de Tela x Remote Desktop Connection: O Max OS X 10.6 Snow Leopard trouxe uma nova opção para minimizar janelas, que está desativada por padrão. Em  vez de criar um novo ícone na barra Dock, você pode tê-los reunidos dentro do ícone do aplicativo ao qual pertencem – o Windows já fazia o mesmo na barra de tarefas.

6) Time Machine: O programa de backups da Apple, o Time Machine, não foi copiado da Microsoft, mas o conceito de armazenar o backup junto ao sistema operacional, sim. Embora o Time Machine seja muito mais fácil de usar, se comparado autilitário de restauração do Windows 7, a Microsoft foi a pioneira em trazer um programa de backup para o sistema.

7) Preferências do Sistema x Painel de Controle: Antes do Mac OS X, as configurações do sistema ficavam em um conjunto de arquivos separados chamados de painéis de controle. A Microsoft pegou o nome de Painel de Controle, mas colocou todas as configurações reunidas em um local mais conveniente. Para o Mac OS X 10.0, a Apple se apropiou da idéia da Microsoft e chamou de Preferências do Sistema. Mas, ao contrario do Painel de Controle do Windows, o Preferências do Sistema do Mac não abre janelas adicionais – o que tende a ser algo mais simples para o usuário.

8) Suporte ao Exchange 2007: Os usuários de Mac têm sido cidadãos de segunda linha para o Windows quando o assunto é o Exchange Server. Para mudar isso, o Snow Leopard trouxe suporte nativo ao servidor da Microsoft, facilitando o acesso a compromissos, contatos e serviços de e-mail.  Para não ficar para trás, a Microsoft anunciou, duas semanas antes do Snow Leopard ser lançado, o Outlook para Mac OS X.

9) Command + Tab x Alt + Tab: Desde 1990, o Windows traz o recurso Alt+Tab para facilitar na mudança entre as janelas abertas. A Apple só adicionou a função com a combinação das teclas Command+Tab no Mac OS X 10.3, em 2003. Para variar, a Apple incorporou uma funcionalidade que permite navegar entre as janelas com as setas direcionais do teclado – posteriormente copiada pela Microsoft no Windows Vista.

10) Terminal x Prompt de Comando: Usuários mais antigos devem se lembrar que a interface gráfica do Windows, inicialmente, era executada a partir de uma linha de comando no MS-DOS. A Apple evitou de rodar seu sistema em linhas de comando, mas trouxe o Terminal para abrir novos horizontes “Unix” no Mac OS X.

10 Coisas Que A Microsoft Pegou da Apple:

1) Mudança na Barra de Tarefas: A barra de tarefas do Windows 7 lembra muito a barra Dock da Apple, com ícones grandes e sem legendas. E assim como o Dock, a barra de tarefas agora serve para iniciar programas e também minimizar janelas. Você pode arrastar o ícone de alguma aplicação para qualquer lugar da barra de tarefas e então organizá-los. No Windows 7 uma caixa ao lado do ícone indica que ele está sendo executado; o Snow Leopard utiliza um ponto abaixo do ícone para identificar a mesma ação.

2) Aero Peek e Exposé: A funcionalidade Aero Peek no Windows 7 – que faz as janelas sumirem e exibe apenas os contornos das mesmas – já existe no Mac OS X, desde a versão Panther. Ambos os programas permitem que você visualize as janelas abertas na sua área de trabalho, sem precisar fechá-las ou minimizá-las uma a uma. A diferença é que o Aero Peek deixa as janelas transparentes, removendo seu conteúdo. E o Exposé as exibe como slides.

3) Jump List e Dock Menu: São comandos e fácil acesso à arquivos. Algumas das listas (como as do iTunes) têm mais funcionalidades no Mac OS X. Outras têm mais no Windows 7. Navegadores da internet fornecem funcionalidades similares, dependendo do browser. E em ambos os sistemas, o botão direito do mouse tem a mesma função.

4) Prévia de Arquivos: A visualização de prévia de arquivos já é comum no Vista e Windows 7, incluindo o painel de preview do Windows Explorer e da barra de tarefas. Mas a Apple sempre possuiu essa função, desde 2000. Agora o Windows 7 possibilita também tocar músicas e vídeos diretamente da prévia. O Leopard da Apple incluiu a função Cover Flow para rápida visualização de múltiplas prévias, mas sua melhor ferramenta de prévia é o Quick Look, que pode ser redimensionada para tela cheia e permite que você visualize todas as páginas de um documento.

5) Utilitário para gravar mídia: Antes do Windows 7 você precisava usar um utilitário para queimar um CD ou DVD com imagens ISO. Agora com o novo sistema da Microsoft, basta dar um duplo clique no arquivo ISO para iniciar o Disc Image Burner. Uma boa ferramenta, mas o utilitário de disco dos Macs já tinha essa função antes mesmo do Mac OS X.

6) Feeds RSS: A Microsoft introduziu esta função no Internet Explorer 7, no Windows Vista. Mas integrar um feed RSS em um browser não foi ideia da Microsoft. A Apple deu início a seu feed de notícias com o Safari 2, no Mac OS X 10.4 Tiger. O Apple Mail também suporta RSS.

7) Sticky Notes e Stickies: Uma útil nova ferramenta no Windows 7, que a Appla já possui em seus sistemas desde 1994. O Stickies para Mac oferece correção de palavras e formatação de texto.

8) Gadgets e Widgets: O Windows Vista foi responsável por introduzir os gadgets no sistema. E eles funcionam como os widgets da Apple. Mas as opções para Mac ainda são superiores que as do Windows, mas ambos têm mais opções na internet.

9) Compartilhamento na Rede: Já com o Mac OS X Leopard, a Apple deu início à localização de arquivos de rede compartilhados em uma barra lateral. A Microsoft parece ter gostado da ideia e a copiou no Windows Vista, abrindo mão de sua ferramenta Network Neighborhood das antigas versões.

10) Pesquisas: O Smartfolders, que apareceu primeiramente nos sistemas Mac em 2005, são pastas virtuais que exibem os resultados de uma busca. A Microsoft pegou a ideia e criou o Saved Searches no Windows Vista. Ambas funcionam da mesma forma e aparecem em um painel no canto esquerdo das janelas e funcionam como pastas.

Fonte: MacWorld Brasil e PC Wolrd.
Créditos da imagem: iPhone Maníacos.

By Jordy (Heickf)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s